PÁSSARO CATIVO

"Não quero o teu alpiste! 

Gosto mais do alimento que procuro na mata livre 
em que a voar me viste. 
Tenho água fresca num recanto escuro. 

Da selva em que nasci; da mata entre os verdores,
tenho frutos e flores, sem precisar de ti! 

Não quero a tua esplêndida gaiola! 
Pois nenhuma riqueza me consola de haver perdido 
aquilo que perdi… 
Prefiro o ninho humilde, construído de folhas secas,
plácido, e escondido. 

Entre os galhos das árvores amigas… 
Solta-me ao vento e ao sol! 
Com que direito à escravidão me obrigas?

Quero saudar as pompas do arrebol! 
Quero, ao cair da tarde, entoar minhas tristíssimas 
cantigas!

Por que me prendes? Solta-me, covarde!
Deus me deu por gaiola a imensidade! 
Não me roubes a minha liberdade…
QUERO VOAR! VOAR!" 
                                           Olavo Bilac
Anúncios

Sobre Sabino

Aproximei pelo que vi, permaneci, ou não, pelo que descobri.
Esse post foi publicado em Saúde e bem-estar. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s