Terceiro dia no Caraça – 11-03-2011

Sexta-feira, 11/03/2011 – Dia do primeiro grande desafio. Agora é pra valer: Subir no Morro do Cruzeiro. O tempo não está bom para seguir até a Cascatona. Essa vai ficar para a próxima.
Nesse terceiro dia, também de céu nublado, sujeito a tempestades, após o café da manhã na Fazenda do Engenho, seguimos rumo ao Santuário, examinando o tempo, interagindo com São Pedro, com objetivo de fazer nossa primeira grande “caminhada”, que acabou tornando-se uma pequena e desafiadora escalada. Destino: o topo do Morro do Cruzeiro. 800 metros apenas!
A caminho, ainda de carro, paramos no Mirante de baixo, antes da Casa da Ponte, logo após o Mirante da Chegada, para fazer uma foto do prédio principal do Caraça. Uma bela vista também. Como é imponente a Catedral Nossa Senhora Mãe dos Homens! A construção é em estilo gótico, sendo os prédios laterais (dois enormes blocos destinados à hospedagem, moradia dos padres e refeitórios) em estilo colonial (barroco?!?). A arquitetura em perfeita harmonia, como num carinhoso abraço.
Bom, iniciamos nossa caminhada para “conquista” do Morro do Cruzeiro. Descemos em direção à Casa das Sampaias. No caminho paramos numa das mais charmosas atrações turísticas: a pedra sabão onde D.Pedro II escorregou em 1881. Devidamente identificada, a pedra em perfeito estado de conservação é fotografada para nossos registros. Passamos ao lado da Casa das Sampaias, cuja construção foi devidadamente restaurada e está em bom estado de conservação. Chama-nos atenção o alicerce de pedras. Engenharia do século XIX. Seguimos por uma trilha ao lado do Casarão, entrando na mata exuberante. No início da trilha caminhamos por blocos de pedras, bastante escorregadias. É o caminho para a Cascatona também, destino que ficou para a próxima visita. De repente, apesar de todo o cuidado, a Patrícia que caminhava na frente, escorrega e vai ao chão. É a vingança do escravo, que foi muito maltratado e espancado pela Imperatriz. Ela levanta, se recompõe e…cai novamente. Rimos muito, pois enfim, o escravo vingou-se de sua perversa Dona. Humilde, a Imperatriz reconhece que precisa ter mais cuidado e que tem, agora, que andar com as próprias pernas.
Seguimos na jornada, sem saber que encontraríamos pela frente um verdadeiro “paredão” e no final uma escada de ferro para chegar ao topo, onde está o Cruzeiro. No caminho, eis que surge mais uma Sempre-viva. Linda, florida, explodindo como fogos de artifício para saudar-nos a cada passo vencido na “conquista” do objetivo.
Ufa!!!, chegamos ao pé de uma “verruga” de pedra onde, no topo está o Cruzeiro, e de onde se tem uma das mais belas vistas do Santuário. Claro, chegamos até aqui, logo, temos que vencer os degraus da escada de ferro que leva ao cume. Certificamos da firmeza da precária escada e, confiando em Deus (desculpe ai) subimos. Dois loucos levados pelo desejo de chegar ao objetivo. Subimos sem olhar para baixo. Estamos no cume, numa plataforma de pedras firmes, porém, qualquer vacilo será fatal. Sento numa pedra, confortavelmente, para, ai sim, me inteirar de onde estou. Sem palavras: é emocionante!!! Somos presenteados com uma vista magnífica de boa parte do Parque Natural do Caraça. De repente, surge, como que inspecionando quem eram os invasores de seus domínios, um simpático lagarto esverdeado, que após certificar que não faríamos mal à sua morada, posou para algumas fotos e foi-se. Ficamos extasiados com a paisagem. Pausa para meditar e contemplar. O que leva alguém a aventurar-se para chegar num lugar como esse e simplesmente observar? Posso dizer que são muitos os pensamentos nesse momento. Não há explicações, não há motivos, apenas sentimos…não é preciso compreender, nem ser compreendido. Uma experiência íntima, uma atitude pessoal. Não é para todo mundo, Eu sei. Sei, também, que é muito bom quando atingimos objetivos que são definidos pelo coração. A sensação de superar obstáculos e ver que o resultado supera às expectativas é uma das coisas mais gratificantes que podem acontecer na vida de uma pessoa. É a prova de que a Fé remove montanhas. E, para experimentar essas sensações não é preciso ir a Lua. As conquistas podem estar nas coisas simples da vida. Cada um na sua alegria de viver a seu modo, contribuindo para um mundo melhor. Aqui agradeço a Deus pela maravilhosa companhia da Patrícia que, com sua disposição e alegria, contribui para realização desse meu sonho. VIVA A VIDA, SEMPRE VIVA!!!


Passamos um bom tempo (não tanto quanto gostaríamos – ainda estamos intoxicados pela pressa e horários) naquele lugar divino e iniciamos nossa descida de volta para a Terra. Não vou entrar em detalhes como foi minha descida dessa “verruga” de pedra, mas deu pra perceber que não posso mais voltar, pelas limitações próprias da idade (joelho, coluna, medos etc). Mas que satisfação!!! Fomos almoçar e comemorar nossa “vitória”. Sentamos no refeitório do lado do Bar e, antes de almoçar, começamos a tomar uma deliciosa cerveja gelada, conversamos sobre nossa excursão, filosofamos, enfim, jogamos conversa fora. Claro, não esquecendo de registrar aquele momento: fotografar a paisagem através das janelas. Como são tortuosos os telhados do Caraça!Chove.

Anúncios

Sobre Sabino

Aproximei pelo que vi, permaneci, ou não, pelo que descobri.
Esse post foi publicado em Arte. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Terceiro dia no Caraça – 11-03-2011

  1. path disse:

    Este é um lugar ideal para se passar dias inesquecíveis
    Parabéns tá lindo seu blog
    Beijos no coração

  2. path disse:

    A maior riqueza está naquilo que vivemos de forma intensa e verdadeira
    Vc alem de ser um exelente fotografo é tb um otimo escritor
    Já pensou um curta metragem? continue assim pois talento e habilidade vc tem de sobra …. Amei é de se apaixonar
    Obrigada por tudo Parabéns
    Beijos no coração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s