Chica da Silva e a Soberba

Sou bonita, tenho ouro
diamantes, roupas, castelo
tenho de todo o distrito
o homem mais rico e mais belo

Sou mulata, não sou branca
podem torcer o nariz
se eu quiser pinto a cara
branca, alva feito giz

Não piso no chão sem tapete
não ando sem cadeirinha
se quiser rezar, tenho capela
pra Santa Quitéria, mas minha!

Não faço, mando fazer
pois tenho doze mucamas
já comprei escrava branca
só pra afrontar as “tais damas”

Se meu cabelo é carapinha
ninguém nunca vai saber
raspo a cabeça, uso peruca
na cor que bem entender

Se o sol me irritar
sob a renda da sobrinha
me banho de ouro em pó
e o cego, pois sou rainha

Sapatos, nem sei quantos tenho
vestidos, perdi a conta
com o brilho dos diamantes
já ando até meio tonta

Gosto de me mostrar
com luxo, com esplendor
e o povo corre pra ver
a sua rainha de cor

A banda vai lá na frente
da procissão que é só minha
e vozes ecoam no ar
és rainha…..és rainha!
                 Marcial Ávila

Praça das Águas, Parque das Mangabeiras, Belo Horizonte, Minas Gerais/BR

Anúncios

Sobre Sabino

Aproximei pelo que vi, permaneci, ou não, pelo que descobri.
Esse post foi publicado em Literatura e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Chica da Silva e a Soberba

  1. path disse:

    A maior lente de aumento do mundo é um homem olhando para sua própria pessoa.
    Ficou d mais a foto
    Beijosss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s