O encontro com o poeta

Sim, esse cara não é um contador de histórias é um poeta disfarçado. Grande poeta!

Não fosse o amor proibido entre a mãe dele e meu avô, Riciotti, ele não teria nascido. Verdade. Proibidos de se amarem, meu avô e a mãe dele não puderam formar família e, assim, nasceu esse sujeito: Rubem Alves.

Hoje, em pleno feriado de Tiradentes, li um texto desse autor sobre “A Solidão”. Fantástico as imagens que se formaram no sistema neurovegetativo:

As florestas são lugares solitários. As multidões fogem das florestas. Por isso amigos são poucos.

Nós vemos o que somos,

Aquilo que sinto, vendo o lago e o por do sol, não é a mesma coisa que você sente, vendo o mesmo lago e o mesmo por do sol.

O Tucunaré sente um profundo prazer de saber que, mesmo depois de assado e dilacerado, servirá de alimento para o insaciável apetite dos humanos, pescadores do rio Xingu. Ah, esses humanos! nem sabem nadar nas águas desse imenso reservatório da vida. Esse prazer é sim, incomunicável. Não adianta explicar. É o sentimento que brota da alma.

A democracia é ave que nada na superfície do mar. Não é peixe das funduras.

E a solidão é dolorida.

Nadando na superfície

Saco de Mamanguá, Paraty-Mirim, Paraty/RJ. 2014/03/13.

Mas há também uma grande beleza, pois é só na solidão que existe a possibilidade de
comunhão. Assim não tenha medo: ” Foge para dentro da tua solidão. Sê como a árvore que ama com seus longos galhos: silenciosamente, escutando, ela se dependura sobre o mar…”

Anúncios

Sobre Sabino

Aproximei pelo que vi, permaneci, ou não, pelo que descobri.
Esse post foi publicado em FiloSorfando e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s